segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Dicas de leitura

Na última semana li alguns livros muito interessantes:

Confidencial - Costanza Pascolato
Segredos de Moda, Estilo e Bem-Viver
Eu sou fã de carteirinha dessa mulher . Elegancia e sabedoria.


Mentes Perigosas - O psicopata mora ao lado

Infelizmente, o mal existe e entender como ele nos rodeia, pode nos proteger, às vezes.

Pretendo publicar alguns comentários sobre eles em breve.
O tempo está bem curto...

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Ética para meu filho

O livro do escritor espanhol Fernando Savater "Ética para meu filho"  é um dos meus livros prediletos. Sempre revejo passagens, releio capítulos e tenho novos  "insights".

É um tema que incomoda, merece estudo e aprofundamento.

Aprendi que ética não suporta cobranças e consiste no esforço constante de tentar melhorar a si próprio.


Alguns trechos do livro:

Um grande poeta e narrador argentino, Jorge Luis Borges, faz no início de um de seus contos a seguinte reflexão sobre um antepassado seu: "Couberam a ele, como a todos os homens, maus tempos para viver."

Com efeito, ninguém nunca viveu tempos totalmente favoráveis, em que fosse fácil ser homem e levar um vida boa.
Sempre houve violência, roubo, covardia, imbecilidade (moral e da outra), mentiras aceitas como verdades, por serem agradáveis de ouvir...
Ninguém recebe de presente a boa vida humana e ninguém consegue o que lhe convém sem coragem e sem esforço: por isso, virtude deriva etimologicamente de vir, a força viril do guerreiro que se impõe no combate contra a maioria.

Está achando ruim? Pois peça o livro de reclamações.
A única coisa que posso garantir é que nunca se viveu no paraíso e que a decisão de viver bem
cada um deve tomar a respeito de si mesmo, dia após dia, sem esperar que as estatísticas lhe sejam favoráveis ou que o resto do mundo lhe peça por favor.
A essência da liberdade, se é que lhe interessa saber, não consiste apenas em ter a galhardia ou
a honradez de assumir os próprios erros sem ficar procurando desculpas a torto e a direito.
O indivíduo responsável é consciente do que sua liberdade tem de real.
Emprego "real" no duplo sentido, de "autêntico" ou de "verdadeiro" e também de "próprio de um rei", aquele que toma decisões sem que nenhum superior lhe dê ordens.
Responsabilidade é saber que cada um de meus atos vai me construindo, vai me definindo,
vai me inventando. Ao escolher o que quero fazer vou me transformando pouco a pouco.
Todas as decisões deixam marca em mim mesmo antes de deixá-la no mundo que me cerca.
E, é claro, uma vez que minha liberdade seja utilizada para ir me fazendo um rosto, já não posso
me queixar ou me assustar com o que vejo quando me olho no espelho...
Se a cada vez eu proceder bem, terei mais dificuldade em proceder mal (e vice-versa, infelizmente).
Por isso o ideal é ir contraindo o vício... de viver bem.
Só deveríamos chamar de egoísta conseqüente aquele que sabe de verdade o que lhe convém
para viver bem e se esforça para consegui-lo.
Aquele que se farta de tudo o que não lhe convém (ódio, caprichos criminosos e invejosos, lentilhas compradas a preço de lágrimas, etc.) no fundo gostaria de ser egoísta mas não sabe.
Pertence ao grupo dos imbecis, e deveríamos receitar-lhe um pouco de consciência para que amasse mais a si mesmo.
Termino, no entanto, com um último conselho? Uma vez que se trata de escolher, procure uma opção que lhe permita depois o maior número possível de outras opções.
Não faça uma escolha que o deixe encurralado de cara para a parede.
Escolha o que o abra: para os outros, para novas experiências, para diversas alegrias.
Evite o que o feche e o enterre.
Quanto ao mais, boa sorte!
E também aquilo que uma voz parecida com a minha gritou no seu sonho quando você era arrastado pelo torvelinho: confiança!

"Adeus, amigo leitor; tente não ocupar sua vida em odiar e ter medo."
Lucien Leuwen Stendhal

"Tenha confiança em si mesmo, na inteligência que lhe permitirá ser melhor do que já é e no instinto de seu amor, que o abrirá para merecer boa companhia!"

"Sempre achei aborrecidos esses pais empenhados em ser " o melhor amigo de seus filhos". Se eu tivesse quinze anos, desconfiaria de todos os adultos "simpáticos" demais, de todos os que desejassem parecer mais jovens do que eu e de todos os que me dessem razão sistematicamente.
Você sabe, aqueles que sempre afirmam que "vocês jovens são maravilhosos", " sinto-me tão jovem quanto vocês" e bobagens do tipo. Olho neles! Alguma coisa devem estar querendo com tantos galanteios.
Um pai ou um professor que se prezem precisam ser um pouco aborrecidos, ou não servirão para
nada. De jovem basta você."

"Podemos viver de muitos modos, mas há modos que não nos deixam viver".

"Embora, muitas vezes, não podemos escolher o que nos acontece, podemos por outro lado, escolher o que fazer diante do que nos acontece."
"Liberdade é poder dizer "sim" ou "não", digam o que disserem meus chefes ou os outros; isso me convém e eu quero, aquilo não me convém e portanto não o quero. Liberdade é decidir, mas também, não esqueça, darmos conta de que estamos decidindo.
Ninguém pode ser livre em meu lugar. Depois é preciso tornar-se adulto, ou seja, capaz de inventar, de certo modo, a própria vida, e não simplesmente de viver a vida inventada pelos outros.
Não pergunte a ninguém o que você deve fazer de sua vida: pergunte-o a si mesmo.
Sabe qual é a única obrigação que temos nesta vida? Não sermos imbecis. A palavra imbecil vem do latim baculus, que significa bastão, bengala. O imbecil é aquele que precisa de bengala para caminhar.
Há imbecis de vários modelos, a escolher;
a) O que acredita que não quer nada, o que diz que para ele tudo dá na mesma, o que vive num perpétuo bocejo ou em permanente cochilo, embora de olhos abertos e sem roncar.
b) O que acredita que quer tudo, a primeira coisa que aparece e também o seu contrário: andar e parar, dançar e ficar sentado, mastigar alho e dar beijos sublimes, tudo ao mesmo tempo.
c) O que não sabe o que quer e nem se dá ao trabalho de averiguar. Imita os quereres de seus vizinhos ou opôe-se a eles sem razão, tudo o que ele faz é ditado pela opinião da maioria dos que o cercam: é conformista sem reflexão ou rebelde sem causa.
d) O que sabe que quer e , mais ou menos, sabe por que o quer, mas quer frouxamente, com medo ou com pouca força. No fim acaba sempre fazendo o que não quer e deixando o que quer para amanhã, para ver se então terá mais energia.
e) O que quer com força e ferocidade, de maneira bárbara, mas enganou-se sobre o que é a realidade, se desorienta e acaba confundindo a vida boa com aquilo que o excita.
Os imbecis geralmente acabam mal, acabam prejudicando a si mesmos e nunca conseguem viver a vida boa que você e eu tanto desejamos..
Em que consiste tratar as pessoas como pessoas, ou seja, humanamente?
Resposta: consiste em tentar colocar-se em seu lugar.
O mais prudente é desconfiar de quem acha que sua "santa" obrigação consiste em sempre lançar raios e trovões morais contra as pessoas em geral, sejam elas os políticos, os farmacêuticos, as mulheres, os judeus ou o pobre e simples ser humano tomado como espécie.
A ética serve unicamente para tentarmos melhorar a nós mesmos"

O vídeo abaixo traz a música Além do espelho, cantada por Diogo Nogueira. Música que João Nogueira fez em homenagem ao pai dele.




sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Comer Rezar Amar

Uma leitura leve, divertida e que nos leva a alguma reflexões sobre vida, prazer, espiritualidade, etc. Valeu muito a pena conhecer esse trabalho. Fantástico!
Eu também já me aventurei em algumas viagens e momentos como esses, só não precisei ir tão longe...


"Se você tem a coragem de deixar para trás tudo o que lhe é familiar e confortável (pode ser qualquer coisa, desde a sua casa aos seus antigos ressentimentos) e embarcar numa jornada em busca da verdade (para dentro ou para fora), e se você tem mesmo a vontade de considerar tudo que acontece nessa jornada como uma pista, e se você aceitar cada um que encontre no caminho como professor, e se estiver preparada, acima de tudo, para encarar ( e perdoar ) algumas realidades bem difíceis sobre você mesma...então a verdade não lhe será negada." Elizabeth Gilbert

.

domingo, 20 de setembro de 2009

Dirty Dancing



Na semana passada perdemos Patrick Swayze, um ator talentoso e perfeito bailarino, que deixou trabalhos maravilhosos.
Quem não se emocionou ao assistir "Ghost" ou vibrou e dançou com "Dirty Dancing"?
O filme Dirty Dancing mexeu com as fantasias das mulheres. Afinal, todas nós queríamos ( algumas sem assumir ) aprender a dançar e outras habilidades, num belo resort, no verão, de férias , com Patrick Swayze.
Quando lançaram o filme Eu e minhas irmãs assistimos e a gente só gritava. Meu pai se incomodava, esbravejava porque não entendia tamanha euforia. 


Tenho o DVD "Dirty Dancing", CD, e tudo que me venderam quando assisti a adaptação do filme para o teatro, em Aldwych Theatre  (London).

A cena final é inesquecível.
Me lembro bem, o ator, bem parecido com Patrick Swayze, entra pela porta lateral do teatro, a música começa e o teatro Aldwych vai abaixo. A platéia vai ao delírio e todos dançam.


Recomendo a quem vai viajar e tiver tempo prá asssitir a peça Dirty Dancing consulte o site:


http://www.dirtydancing.com/site.php


" I've had the time of my life
No, I never felt this way before"


Thank you, Patrick Swayze!!! +(1952-2009)
Hungry eyes:


I've had the time of my life (Cena final)






..

sábado, 19 de setembro de 2009

Aquarius



Aquarius
(Geraldo E. de Souza)

Revolve a terra cansada do teu corpo
e quando veres ressurgir
sob a espessa camada de perdas e dores
a certeza de que o sonho continua vivo,

Ara teu coração com a pá da Paz
e planta nele um pingo de coragem
um dedo de amor
um fio de fé que seja

Rega teu coração com a água de Aquarius
e deixa brotar de novo
o ânimo e a alegria
o entusiasmo e a poesia
a solidariedade

Abre teu coração ao Sol da Nova Era
para que cresça em ti a força do combatente e o fôlego do crente
a sensibilidade do poeta e a sabedoria do profeta
a saúde do atleta e a sensualidade da amante
a santidade do caminhante e a criatividade do artista
a clareza do cientista e a pureza da criança

Quando por fim colheres
os frutos desse teu plantio solitário
lembra de reparti-los com todos os demais
- sem qualquer exigência ou restrição -
e terás comprido o teu papel no Universo

Gosto de ouvir: 
Se meu jardim der flor - Boca Livre









terça-feira, 15 de setembro de 2009

Sobre semear...


 ( Fotografei: Inhotim Brumadinho/MG, em Julho/2011)

Enquanto a primavera não chega, a terra fecunda o que foi semeado.
Na ansiedade de colher, descuidamos e negligenciamos o ato de plantar!
Já perceberam que toda semente , antes de brotar, fica mergulhada na terra, na escuridão, no silêncio? O plantio é solitário e a colheita anunciada!
Semente precisa de proteção, privacidade, cuidado...

Publico abaixo um texto do Pe. Fábio de Melo sobre o cuidado ao plantar.
Espero que toque o coração de vocês, como tocou o meu coração.
Que Deus abençoe tudo que vocês semearem.


"Hoje, neste tempo que é seu, o futuro está sendo plantado.

As escolhas que você procura,
os amigos que você cultiva,
as leituras que você faz,
os valores que você abraça,
os amores que você ama,
tudo será determinante para a colheita futura.

Por isso, não perca de vista o que você anda escolhendo para deixar cair na sua terra.


Cuidado com os semeadores que não lhe amam. Eles têm o poder de estragar o resultado de muitas coisas.

Cuidado com os semeadores que você não conhece. Há muita maldade escondida em sorrisos sedutores...

Cuidado com aqueles que deixam cair qualquer coisa sobre você, afinal, você merece muito mais que qualquer coisa.

Cuidado com os amores passageiros... eles costumam deixar marcas dolorosas que não passam...

Cuidado com os invasores do seu corpo... eles não costumam voltar para ajudar a consertar a desordem...

Cuidado com os olhares de quem não sabe lhe amar... eles costumam lhe fazer esquecer que você vale à pena...

Cuidado com as palavras mentirosas que esparramam por aí... elas costumam estragar o nosso referencial da verdade...

Cuidado com as vozes que insistem em lhe recordar os seus defeitos... elas costumam prejudicar a sua visão sobre si mesmo.

Não tenha medo de se olhar no espelho. É nessa cara safada que você tem, que Deus resolveu expressar mais uma vez, o amor que Ele tem pelo mundo.

Não desanime de você, ainda que a colheita de hoje não seja muito feliz.

Não coloque um ponto final nas suas esperanças. Ainda há muito o que fazer, ainda há muito o que plantar, e o que amar nessa vida.

Ao invés de ficar parado no que você fez de errado, olhe para frente, e veja o que ainda pode ser feito...

A vida ainda não terminou. E já dizia o poeta "que os sonhos não envelhecem..."

Vá em frente. Sorriso no rosto e firmeza nas decisões.
Deus resolveu reformar o mundo, e escolheu o seu coração para iniciar a reforma.

Isso prova que Ele ainda acredita em você.

E se Ele ainda acredita, quem sou eu pra duvidar... "

(Texto de Pe. Fábio de Melo)


Deixo vocês com Cheiro de Mato - Fátima Guedes

domingo, 13 de setembro de 2009

Sol de primavera


A influência da música mineira em minha vida é imensa.

Passei minha infância e juventude ouvindo Milton Nascimento, Beto Guedes, Toninho Horta, Tadeu Franco, Paulinho Pedra Azul, Flávio Venturini, Lô Borges e tantos outros.


Estamos em Setembro e me veio a lembrança de uma canção mineira, muito linda chamada Sol de Primavera.
Primavera traz flores, sol, chuva.
Primavera faz brotar a semente, traz a colheita do que foi escolhido e plantado.


Aquilo que plantarmos colheremos. E o plantio é solitário, silencioso.
A colheita é coletiva, anunciada.


"A lição sabemos de cor,
Só no resta aprender"



Sol de primavera
(Beto Guedes/Ronaldo Bastos)




Quando entrar setembro
E a boa nova andar nos campos
Quero ver brotar o perdão
Onde a gente plantou
juntos outra vez

Já sonhamos muito
Semeando as canções no vento
Quero ver crescer nossa voz
No que falta sonhar

Já choramos muito
Muitos se perderam no caminho
Mesmo assim não custa inventar
Uma nova canção

Que venha nos trazer
Sol de primavera
Abre as janelas do teu peito

A lição sabemos de cor
Só nos resta aprender


http://www.youtube.com/watch?v=PrzlIQsyxWI

.

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Belle Chanson

Escutar essa linda canção é viajar no tempo...
Quem não se lembra do tema da novela Selva de Pedra e a voz doce da Françoise?



La Question
Françoise Hardy


je ne sais pas qui tu peux être
je ne sais pas qui tu espères
je cherche toujours à te connaître
et ton silence trouble mon silence

je ne sais pas d'où vient le mensonge
est-ce de ta voix qui se tait
les mondes où malgré moi je plonge
sont comme un tunnel qui m'effraie

de ta distance à la mienne
on se perd bien trop souvent
et chercher à te comprendre
c'est courir après le vent

je ne sais pas pourquoi je reste
dans une mer où je me noie
je ne sais pas pourquoi je reste
dans un air qui m'étouffera

tu es le sang de ma blessure
tu es le feu de ma brûlure
tu es ma question sans réponse
mon cri muet et mon silence

(Eu não sei quem você pode ser
Eu não sei o que você espera
Eu procuro sempre conhecê-lo
E o teu silêncio perturba o meu silêncio

Eu não sei de onde vem a mentira
Será da sua voz que se cala?
Os mundos onde mergulho contra a minha vontade
São como um túnel que me assusta

Da tua distância até a minha
Nos perdemos frequentemente
E procurar compreendê-lo
É como correr atrás do vento

Eu não sei porque continuo
Dentro de um mar onde me afogo
Eu não sei porque continuo
Nesse ar que me asfixia.

Você é o sangue que escorre de mim
Você é o fogo que me queima
Você é minha pergunta sem resposta
Meu grito mudo e o meu silêncio...)


http://www.youtube.com/watch?v=suHf_o5RQ-Q


...

domingo, 30 de agosto de 2009

Músicas para você ouvir e inventar sua própria dança:

Viva La Vida - Cold Play
http://www.youtube.com/watch?v=44xirQ55IgA


Mercy Street - Peter Gabriel (quem se lembra da Série de TV "O Sorriso do Lagarto"?)
Amazing!!!
http://www.youtube.com/watch?v=NX7zIypE2FE


Half the perfect world- Madeleine Peyroux
http://www.youtube.com/watch?v=_zXaVOsoaxg


The game of love - Santana and Michelle Branch
O álbum Shaman é um dos melhores trabalhos do guitarrista mexicano Carlos Santana.
http://www.youtube.com/watch?v=7yoGTVzgow8

Dance with me - Nouvelle Vague
http://www.youtube.com/watch?v=ekQZPozjCX8

Lenda - Céu
http://www.youtube.com/watch?v=o-CGhosoaHY

Ely Paperboy Reed and True Loves -
http://www.youtube.com/watch?v=Vy6q9HfsJmo


.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

DICAS ESPECIAIS PARA CRESCER E VIVER EM PAZ

Algumas pessoas me escreveram agradecendo alguns textos que publiquei, outras solicitaram algumas mensagens prá ficar de bem com a vida.
Fiquei pensando sobre esse tema: ficar de bem com a vida. Daí cheguei a simples conclusão de que prá ficarmos de bem com a vida precisamos descomplicá-la. Parece fácil, mas não é.
Certa vez ouvi algo que me fez refletir: precisamos da permissão interna prá ser feliz. Muitas vezes queremos muito isso, mas bem lá dentro não nos damos permissão, nos sabotamos, carregamos uma mala que não é nossa, assumimos culpas por coisas que não são nossas, são do outro.
Já dizia Sartre: "estamos condenados à liberdade".
Somos responsáveis por nossas escolhas.
Bem, deixando a pieguice de lado, hoje coloquei a foto de um homem passeando despretensiosamente pela praia, de bicicleta.
Bicicleta me faz lembrar minha infância, crianças brincando, gato, cachorro e papagaio...
Vai aí uma sugestão: pegue sua bicicleta e vá pedalar. Sinta a delícia do vento batendo em seu rosto.
Se quizer sofisticar, pegue também seu Ipod, baixe a música Love Generation do Bob Sinclair ( o vídeo está no link abaixo).
Duvido que depois de pedalar bastante, ouvir essa música , suar até molhar a roupa, você vai ficar triste.
Nada contra a tristeza. Às vezes precisamos de recolhimento, introspecção, mas sem exagero...
Tenha sempre em mente que toda mudança que você quiser implementar em sua vida, você precisará trabalhar também seu corpo. O movimento em direção à mudança começa por aí.
Dificilmente você conseguirá mudar algo em sua vida através do controle remoto na sala de sua casa, em frente à TV.
Portanto, MEXA-SE.
Coloquei abaixo o vídeo do Bob Sinclair, ouça , de preferência muito alto e dance bastante.
DICAS ESPECIAIS PARA CRESCER E VIVER EM PAZ
Geraldo Eustáquio de Souza
www.paracrescer.com.br

Cuide de sua própria vida, mas não se tranque numa atitude egoísta de achar que só existe você no mundo.
Afirme, somente se tiver certeza; acredite, somente se lhe derem fatos; gaste, somente se souber de onde tirar os fundos; coma, somente se tiver se tiver fome; durma, somente se tiver sono e, em caso de dúvida, fique na sua e siga seu próprio nariz. Abrace muito, beije mais ainda e ria que a vida é de graça.

Peça – sempre haverá alguém quem lhe de o que você está precisando.
Impeça que ocupem seu espaço ou se utilizem de você.

Pare de se preocupar. Suas desgraças nunca serão do tamanho que você pensa. Nem os seus êxitos. Deixe que cada dia lhe diga o que é preciso fazer.

Perdoe-se por suas burrices e fracassos. Se você não se perdoar, vai ser inútil pedir desculpas ou dizer sinto muito a quem quer que seja.

Reze para agradecer, nunca para pedir. Você já recebeu mais do que o suficiente para crescer e ser feliz.

Não perca tempo em discussões inúteis. Ao invés de brigar, cante uma canção do Roberto, tome um banho frio ou vá dar uma volta de bicicleta no parque.

Desista de fazer a cabeça dos outros: - o que eles pensam de você não é da sua conta. Adote a filosofia de cavalo em parada de 7 de setembro: - cagando, andando e sendo aplaudido. Pare de querer agradar todo mundo, o tempo todo.


Tente viver na prática aquele seu poema, texto, música ou filme predileto.
Contribua o quanto puder para a felicidade dos outros, mas não se sinta culpado pela infelicidade de quem quer que seja.

Não carregue pesos desnecessários.

Cuide de si mesmo como se estivesse cuidando do seu melhor amigo.
Expresse a sua individualidade. Transe a sua sexualidade. Apóie-se em seus talentos e virtudes. Concentre-se em seus objetivos.

Pare de fumar e faça ginástica 3 x por semana, no mínimo.
Mude algo em si mesmo todos os dias.
Abra-se com alguém.
Faça alguma coisa que sempre desejou fazer, que pode fazer, mas que tem vergonha de fazer.
Arranje um novo visual, bem louco.

Cometa erros novos. Afrouxe todos os controles, sobre si próprio e sobre os demais. Simplifique sua vida.
Deixe bagunçado. Pare de frescura. Não se exija acima dos seus limites.
Seja gentil e verdadeiro com você mesmo e com todas as pessoas, sempre.
Dê o melhor de si a todas as pessoas que encontrar, sem esperar nenhum tipo de recompensa. Divida o que você tem e fique grato por servir.

Acredite no amor; nada no mundo é mais digno de crédito. Ame: - não é vexame nenhum. Só não tente expressar seu amor através de palavras, e nem é preciso. Quando você está amando, o universo sabe que você está.
Nunca pense que o amor é uma “água morna “: - onde há amor, há respeito pelas diferenças e onde as diferenças são aceitas existem pontos de vista contrários e onde existem pontos de vista contrários, há conflitos e desentendimentos .

Ajude as pessoas a realizarem os sonhos delas antes de tentar se servir delas somente para realizar os seus.
Não manipule as pessoas nem brinque com os seus sentimentos.

Não se intrometa na vida dos outros, nem julgue as pessoas de jeito nenhum. Deixe-as ser como são e curta o melhor de cada uma.

Grandes amizades não se perdem em pequenas disputas. Se se perderam é porque não eram amizades, nem grandes.

Leia o que está escrito, ouça o que é dito, e se não compreender, pergunte. Não tenha vergonha de perguntar o que não sabe. É assim que se aprende.

domingo, 23 de agosto de 2009

Instantes




Instantes
Autor desconhecido


Se eu pudesse viver novamente a minha vida,


na próxima trataria de cometer mais erros.


Não tentaria ser tão perfeito, relaxaria mais.


Seria mais tolo ainda do que tenho sido.
Na verdade, bem poucas coisas levaria a sério.


Seria menos higiênico, correria mais riscos, viajaria mais.
Contemplaria mais entardeceres, subiria mais montanhas,
nadaria mais rios.


Iria a mais lugares onde nunca fui, tomaria mais sorvete e comeria menos lentilha,
teria mais problemas reais e menos imaginários.


Eu fui uma dessas pessoas que viveu sensata e produtivamente
cada minuto da sua vida: claro que tive momentos de alegria.


Mas se pudesse voltar a viver,
trataria de ter somente bons momentos.


Eu era um desses que nunca ia à parte alguma sem um termômetro,
uma bolsa de água quente e um pára-quedas:
se eu voltasse a viver, viajaria mais leve.


Se eu pudesse voltar a viver,
começaria a andar descalço no começo da primavera
e continuaria assim até o fim do outono.


Daria mais voltas na minha rua, contemplaria mais amanheceres
e brincaria com mais crianças, se tivesse outra vez uma vida pela frente.


Mas, já viram, tenho 85 anos e sei que estou morrendo.



Epitáfio
Titãs


Devia ter amado mais, ter chorado mais
Ter visto o sol nascer
Devia ter arriscado mais e até errado mais
Ter feito o que eu queria fazer
Queria ter aceitado as pessoas como elas são
Cada um sabe a alegria e a dor que traz no coração
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar
Devia ter complicado menos, trabalhado menos
Ter visto o sol se pôr
Devia ter me importado menos com problemas pequenos
Ter morrido de amor
Queria ter aceitado a vida como ela é
A cada um cabe alegrias e a tristeza que vier
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar
Devia ter complicado menos, trabalhado menos
Ter visto o sol se pôr
Devia ter complicado menos,trabalhado menos
Ter visto o sol se pôr




domingo, 9 de agosto de 2009

Futuros Amantes


O Céu de Brasília é inspirador...hoje pela manhã dirigindo e admirando toda essa beleza fui
abençoada com essa canção do Chico que eu adoro.
A música tocava no rádio do carro and I think to myself: gente...isso é lindo demais.
Como sempre: Chico Buarque e sua alma feminina.

A letra e o link vocês podem conferir e viajar, prá onde o coração e o pensamento levar...

Futuros Amantes

(Chico Buarque)

Não se afobe, não

Que nada é pra já

O amor não tem pressa

Ele pode esperar em silêncio

Num fundo de armário

Na posta-restante

Milênios, milênios

No ar

E quem sabe, então

O Rio será

Alguma cidade submersa

Os escafandristas virão

Explorar sua casa

Seu quarto, suas coisas

Sua alma, desvãos

Sábios em vão

Tentarão decifrar

O eco de antigas palavras

Fragmentos de cartas, poemas

Mentiras, retratos

Vestígios de estranha civilização

Não se afobe, não

Que nada é pra já

Amores serão sempre amáveis

Futuros amantes, quiçá

Se amarão sem saber

Com o amor que eu um dia

Deixei pra você

Prá ouvir,acesse:




http://www.youtube.com/watch?v=LOwQLarDhvI

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Frases de Clarice Lispector

" Tenho que ter paciência para não me perder dentro de mim: vivo me perdendo de vista. Tenho que ter paciência porque sou vários caminhos, inclusive o fatal beco sem saída”

"Eu sou mansa, mas minha função de viver é feroz."

“Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.”

“Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome muito.”

“E se me achar esquisita, respeite também.
Até eu fui obrigada a me respeitar.”

“Passei a vida tentando corrigir os erros que cometi na minha ânsia de acertar.”

"Minha alma tem o peso da luz. Tem o peso da música. Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita. Tem o peso de uma lembrança. Tem o peso de uma saudade. Tem o peso de um olhar. Pesa como pesa uma ausência. E a lágrima que não se chorou. Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros."

“Ter nascido me estragou a saúde”

“Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho.”

“Brasília…Uma prisão ao ar livre.”

“Quando se ama não é preciso entender o que se passa lá fora, pois tudo passa a acontecer dentro de nós.”

“Com todo perdão da palavra, eu sou um mistério para mim.”

“O que é verdadeiramente imoral é ter desistido de si mesmo.”

“Saudade é um dos sentimentos mais urgentes que existem”

“Que medo alegre, o de te esperar.”

“Acho que devemos fazer coisa proibida – senão sufocamos. Mas sem sentimento de culpa e sim como aviso de que somos livres.”

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Amor líquido


O escritor sociólogo Zygmunt Bauman investiga e destaca aspectos da era da modernidade líquida em que vivemos - um mundo repleto de sinais confusos, propenso a mudar com rapidez e de forma imprevisível - que é fatal para nossa capacidade de amar, seja esse amor direcionado ao próximo, a nosso parceiro ou a nós mesmos.
Ele investiga de que forma nossas relações tornam-se cada vez mais flexíveis, gerando níveis de insegurança sempre maiores.
Ao darmos prioridade a relacionamentos em "redes", as quais podem ser tecidas ou desmanchadas com igual facilidade - e frequentemente sem que isso envolva nenhum contato além do virtual - não sabemos mais manter laços a longo prazo.
A modernidade líquida traz consigo uma misteriosa fragilidade dos laços humanos - um amor líquido. A insegurança inspirada por essa condição estimula desejos conflitantes de estreitar esses laços e ao mesmo tempo mantê-los frouxos.
O autor radiografa esse amor, tanto nos relacionamentos pessoais e familiares quanto no convívio social com estranhos e de que forma o homem sem vínculos se conecta.
O autor dedica o livro aos riscos e ansiedades de se viver junto, e separado, em nosso líquido mundo moderno.
"Sempre se pode apertar a tecla de deletar" (depoimento de um jovem da Universidade de Bath, UK).

Abaixo, algumas reflexões com Contardo Calligaris (sou fã)





quarta-feira, 1 de julho de 2009

AMADO MICHAEL





Talento e loucura...
Concordo com meu amigo que me acompanhou ao show do Michael no Morumbi (SP 1996): só quem viveu na era Triller entende o vazio que a gente está sentindo...


AMADO MICHAEL
(Tom Zé)


Negro da luz que desbota branco
Tanto talento tormento tanto
Tanta afronta de pouca monta.
Eia! virtudes em farta ceia
Todo encanto que pode o canto
Toda fiança que adoça a dança.
Que deus nos furta vida tão curta?
Mundo lamenta: ele mal cinquenta!
A ninguém ilude essa bruxa rude.
Paroxismo desse Narciso
Que achou desgosto no próprio rosto
E apedrejou-se com faca e foice.
Avança a rua (uma dor que dança)
E em seus telhados mandibulados
Requebra os hinos do dançarino.
Niños, rapazes, se sentem azes
Herdeiros todos e seus parceiros
Revelam parque, porto e favela.

Adoro esses vídeos dele...

http://www.youtube.com/watch?v=ehal1eUG1jk

http://www.youtube.com/watch?v=V_Q3AhPaZBY

...

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Viver despenteada



Queridos e queridas, recebi de uma amiga o texto abaixo.

Amei toda essa desarrumação...Por que fala a verdade: cabelo arrumadinho deixa a gente muito infeliz...a gente fica chato... legal mesmo é vento, sol, areia, banho de chuva, dançar, cafuné....

Adorei aquele comercial OMO com o slogan: PORQUE SE SUJAR FAZ BEM!

O link está no final do texto.

Essa vida de adulto penteadinho, almofadinha e limpinho é muito chata...sem graça.

Na minha infância eu brincava na enxurrada, fazia bolinho de barro, guerra de areia, sentia cheiro de mato!

Cheiro de mato...que delícia...

O autor do texto é desconhecido, mas com certeza leu muuuiito Sartre, Beauvoir e Roberto Freire...

Desejo a vocês muita desarrumação no Dia dos Namorados!

VIVER DESPENTEADA

Hoje aprendi que é preciso deixar que a vida te despenteie, por isso decidi aproveitar a vida com mais intensidade…

O mundo é louco, definitivamente louco…

O que é gostoso, engorda.

O que é lindo, custa caro.

O sol que ilumina o teu rosto enruga.

E o que é realmente bom dessa vida, despenteia…

- Fazer amor, despenteia.

- Rir às gargalhadas, despenteia.

- Viajar, voar, correr, entrar no mar, despenteia.

- Tirar a roupa, despenteia.

- Beijar a pessoa amada, despenteia.

- Brincar, despenteia.

- Cantar até ficar sem ar, despenteia.

- Dançar até duvidar se foi boa idéia e colocar aqueles saltos gigantes essa noite, deixa seu cabelo irreconhecível…

Então, como sempre, cada vez que nos vejamos eu vou estar com o cabelo bagunçado… mas pode ter certeza que estarei passando pelo momento mais feliz da minha vida.

É a lei da vida: sempre vai estar mais despenteada a mulher que decide ir no primeiro carrinho da montanha russa, que aquela que decide não subir.

Pode ser que eu me sinta tentada a ser uma mulher impecável, toda arrumada por dentro e por fora.

O aviso de páginas amarelas deste mundo exige boa presença:Arrume o cabelo, coloque, tire, compre, corra, emagreça, coma coisas saudáveis, caminhe direito, fique séria… e talvez deveria seguir as instruções, mas quando vão me dar a ordem de ser feliz?

Por acaso não se dão conta que para ficar bonita eu tenho que me sentir bonita?

e a pessoa mais bonita que posso ser!?

O que realmente importa é que ao me olhar no espelho, veja a mulher que quero ser.

Por isso, minha recomendação a todas as mulheres:

Entregue-se,

Coma coisas gostosas,

Beije,

Abrace,

Dance,

Apaixone-se,

Relaxe,

Viaje,

Pule,

Durma tarde,

Acorde cedo,

Corra,

Voe,

Cante,

Arrume-se para ficar linda,

Arrume-se para ficar confortável,

Admire a paisagem,

Aproveite,

e acima de tudo,

deixe a vida te despentear!!!!

O pior que pode passar é que,

rindo frente ao espelho, você precise se pentear de novo...

Link da propaganda OMO Porque se sujar faz bem:

(a música é linda também, da Banda irlandesa Sigur Rós que eu adoro!)

http://www.youtube.com/watch?v=KC-JluQ9sd0&feature=related

..

sábado, 6 de junho de 2009

Ler e Escrever


Filmes que sempre vão me fazer lembrar da minha primeira professora, das lições de casa, dos cadernos e trabalhos escolares.



O filme "O Leitor" é tão belo quanto  "Central do Brasil" e aborda a aprendizagem, a leitura, a escrita, a descoberta. Os personagens de Kate Winslet (Hanna) e Ralph Fiennes (Michael) são tão comoventes quanto Fernanda Montenegro (Dora) e o garoto Vinícius de Oliveira (Josué).



No filme O Leitor" Michael percebe que Hanna guarda um segredo que acredita ser pior que seu passado nazista, um segredo que pode ser crucial para a decisão de um tribunal. Hanna era analfabeta e preferiu ser condenada a ter que confessar que não sabia ler e nem escrever. 



"O Leitor" e"Central de Brasil" são relíquias do meu acervo e recomendo para aqueles que se interessam por filmes que contemplam a poesia do ato de educar.

Para colorir a publicação, publico algumas reflexões do escritor mineiro Rubem Alves.
"Escolas que são gaiolas existem para que os pássaros desaprendam a arte do vôo. Pássaros engaiolados são pássaros sob controle. Engaiolados, o seu dono pode levá-los para onde quiser. Pássaros engaiolados sempre têm um dono. Deixaram de ser pássaros. Porque a essência dos pássaros é o vôo.
Escolas que são asas não amam pássaros engaiolados. O que elas amam são pássaros em vôo. Existem para dar aos pássaros coragem para voar. Ensinar o vôo, isso elas não podem fazer, porque o vôo já nasce dentro dos pássaros. O vôo não pode ser ensinado. Só pode ser encorajado".  RUBEM ALVES




segunda-feira, 18 de maio de 2009

Gracias a La Vida

Gracias a la vida
Mercedes Sosa

Gracias a la vida que me ha dado tanto
me dio dos luceros que cuando los abro
perfecto distingo lo negro del blanco
y en el alto cielo su fondo estrellado
y en las multitudes el hombre que yo amo

Gracias a la vida que me ha dado tanto
me ha dado el sonido y el abecedario
con él, las palabras que pienso y declaro
madre, amigo, hermanoy luz alumbrando
la ruta del alma del que estoy amando

Gracias a la vida que me ha dado tanto
me ha dado la marcha de mis pies cansados
con ellos anduve ciudades y charcos
playas y desiertos, montañas y llanos
y la casa tuya, tu calle y tu patio

Gracias a la vida que me ha dado tanto
me dio el corazón que agita su marco
cuando miro el fruto del cerebro humano
cuando miro el bueno tan lejos del malo
cuando miro el fondo de tus ojos claros

Gracias a la vida que me ha dado tanto
me ha dado la risa y me ha dado el llanto
así yo distingo dicha de quebranto
los dos materiales que forman mi cantoy
el canto de ustedes que es el mismo canto
y el canto de todos que es mi propio canto

Gracias a la vida,
gracias a la vida

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Como nossos pais

Como nossos pais (Belchior)


Não quero lhe falar meu grande amor das coisas que aprendi nos discos
Quero lhe contar como eu vivi e tudo que aconteceu comigo

Viver é melhor que sonhar, eu sei que o amor é uma coisa boa
Mas também sei que qualquer canto é menor do que a vida de qualquer pessoa

Por isso cuidado meu bem, há perigo na esquina
Eles venceram e o sinal está fechado prá nós que somos jovens

Para abraçar seu irmão e beijar sua menina na rua
É que se fez o seu braço, o seu lábio e a sua voz

Você me pergunta pela minha paixão
Digo que estou encantada com uma nova invenção
Eu vou ficar nesta cidade, não vou voltar pro sertão
Pois vejo vir vindo no vento o cheiro da nova estação
Eu sei de tudo na ferida viva do meu coração

Já faz tempo eu vi você na rua, cabelo ao vento, gente jovem reunida
Na parede da memória essa lembrança é o quadro que dói mais

Minha dor é perceber que apesar de termos feito tudo que fizemos
Ainda somos os mesmos e vivemos...
Ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais

Nossos ídolos ainda são os mesmos e as aparências não enganam não
Você diz que depois deles não apareceu mais ninguém

Você pode até dizer que 'eu tô por fora, ou então que eu tô inventando'
Mas é você que ama o passado e que não vê
É você que ama o passado e que não vê
Que o novo sempre vem


Hoje eu sei que quem me deu a idéia de uma nova consciência e juventude
Tá em casa guardado por Deus contando vil metal

Minha dor é perceber que apesar de termos feito tudo, tudo, tudo que fizemos
Nós ainda somos os mesmos e vivemos...
Ainda somos os mesmos e vivemos...
Ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais!


Essa música me leva a inúmeras reflexões:
O que foi recebido, não percebido e repassado, como modelo.
O que foi recebido, não questionado e aceito.
O que foi recebido, repassado e depois desfeito, refeito e perdoado.

O que precisamos trazer do passado...
O que precisamos deixar no passado...
O engano por recebermos modelos que já caducaram e insistimos em adotar como estilo de vida.
Modelos mentais falidos e não questionados.
O medo...
O medo de inovar, de fazer diferente, de transgredir.

O MEDO DE SER FELIZ!

Para ouvir, acesse:

http://www.youtube.com/watch?v=fMtMltpqSrA

...

sexta-feira, 10 de abril de 2009

A Garota das Laranjas

Enfim terminei a leitura do livro "A Garota das Laranjas" de Jostein Gaarder ( autor de O Mundo de Sofia).

Me perdi em reflexões profundas sobre nossa condição humana, enigmas existenciais. Muitas vezes fui às lágrimas.

Apenas um trecho que o autor deixa como sugestão:

" Perguntem aos seus pais como eles se conheceram. Pode ser que eles contem uma historia interessantíssima. Se não tiverem certeza de que eles vão contar exatamente a mesma história, perguntem a cada um separadamente.
E não se surpreendam se eles ficarem sem jeito no começo. É assim mesmo. Esses contos de fada sobre os quais nós acabamos de conversar nunca são perfeitamente iguais, mas agora eu percebo, pouco a pouco, que todo conto de fadas tem regras mais ou menos rígidas, que tornam difícil falar neles.Talvez vocês devam tentar contorná-las. Nem sempre é fácil tomá-las ao p-e da letra, e existe uma coisa que a gente chama de "tato".
Quanto mais minuciosa for a história, tanto mais dá nos nervos ouvi-la, pois bastava alterar um pequeno detalhe para que o final fosse totalmente diferente, para que vocês não tivessem nascido. Aposto que há milhares e milhares de ínfimos pormenores que teriam modificado absolutamente tudo, e vocês não teriam tido a menor chance.
Ou, para citar o meu inteligentíssimo pai: a vida é uma loteria gigantesca, na qual só os números vencedores são visíveis. "

"Quem não vive agora, não vive nunca.
O que você está fazendo? "
Piet Hein, poeta dinamarquês

..

sábado, 4 de abril de 2009

Sempre em frente



Tenha sempre presente que a pele se enruga,

o cabelo embranquece,

os dias se convertem em anos...

mas o que é importante

não muda.

A tua convicção e força interior

não têm idade.

Atrás de cada linha de chegada,

há uma de partida.

Atrás de cada conquista,

há um novo desafio.

Enquanto estiveres vivo,

sinta-te vivo.

Se sentes saudades do que fazias,

volta a fazê-lo.

Não vivas de fotografias amareladas.

Continua

quando todos esperam que desistas.

Não deixes que enferruje

o que existe em ti.

Quando não conseguires correr atrás dos anos,

marche.

Quando não conseguires marchar,

caminhe.

Quando não conseguires caminhar,

use uma bengala.

Mas não te detenhas...

Jamais!

Autor: Madre Tereza de Calcutá
..

sábado, 28 de março de 2009

Frase do dia

"Não sei de nada, só sinto tudo!....."

quinta-feira, 19 de março de 2009

I started a joke

I started a joke
Which started the whole world crying
But I didn't see
That the joke was on me

I started to cry
Which started the whole world laughing
Oh if I'd only seen
That the joke was on me

I looked at the sky
Running my hands over my eyes
And I fell out of bed
Cursing my head from things that I said

'Till I finally died
Which started the whole world living
Oh if I'd only seen
that the joke was on me

I looked at the sky
Rolling my hands
Over my eyes
And I fell out of bed
Cursing my head
from things that I said

'Till I finally died
Which started the whole world living
Oh if I'd only seen that the joke was on me
Oh no! that the joke was on me
Oh...

Essa música do grupo Bee Gees me remete ao meu processo de individuação: no primeiro momento a sensação é de onipotência e arrogância diante do mundo.
EU SEI TUDO ! TENHO TODAS AS RESPOSTAS!
E nesse jogo ficamos na platéia, assistindo, julgando, dando risadas...
Quando aprofundamos nossas questões nos depararmos com constatação de que " the joke was on me"...

domingo, 8 de março de 2009

Bandolins


Para todos as mulheres, para que busquem o próprio ritmo e acertem o passo da dança da vida. 


 "Ela teimou e enfrentou o mundo se rodopiando ao som dos bandolins."



Bandolins
Oswaldo Montenegro
Composição: Oswaldo Montenegro


Como fosse um par que
Nessa valsa triste
Se desenvolvesse
Ao som dos Bandolins...

E como não?
E por que não dizer
Que o mundo respirava mais
Se ela apertava assim...
Seu colo como
Se não fosse um tempo
Em que já fosse impróprio
Se dançar assim
Ela teimou e enfrentou
O mundo
Se rodopiando ao som
Dos bandolins...

Como fosse um lar
Seu corpo a valsa triste
Iluminava e a noite
Caminhava assim
E como um par
O vento e a madrugada
Iluminavam a fada
Do meu botequim...

Valsando como valsa
Uma criança
Que entra na roda
A noite tá no fim
Ela valsando
Só na madrugada
Se julgando amada
Ao som dos Bandolins...




Para acessar a canção, clique no link abaixo:





..

...



....