domingo, 31 de janeiro de 2010

Homenagem ao Rio de Janeiro




No dia 20 de janeiro a TAP Portugal fez uma homenagem ao Rio de Janeiro no aeroporto do Galeão.

O vídeo está no youtube e foi emocionante e inovador.

Postei no meu facebook, orkut, twitter e aqui no blog.
Não deixem de assistir:

www.youtube.com/watch?v=oqMrZ83T4FI

...

sábado, 30 de janeiro de 2010

Céu de Brasília



O Céu de Brasília é inspirador e tema de uma belíssima canção de dois grandes compositores mineiros: Toninho Horta e Fernando Brant.


Conheci as músicas do compositor mineiro Toninho Horta no AquiÓ,  em Belo Horizonte.
Foi também no Bar AquiÓ que conheci Céu de Brasília. Achei a descrição perfeita!


Quando a ouvi pela primeira vez, fiquei imaginando  como seria o Céu de Brasília. Não sabia que iria conhecer e conviver de perto com esse cenário indescritível que nos faz dar asas à imaginação e querer voar como as gaivotas.


Renato Russo dizia que Brasília é como um autorama gigante. Djavan poetizou o traço do arquiteto.  "Gosto tanto dela assim".


Brasília, cidade abençoada, que acolheu minha família de braços abertos. 
Aqui a terra é generosa e acolhe a semente sem julgamento. 
Gente de todo lugar vem para Brasília, plantam diversos tipos de sementes e alguns chegam a amaldiçoar a  colheita.


"Esse imenso, desmedido amor
Vai além que seja o que for"



A música "Céu de Brasília" foi gravada por Toninho Horta, Milton Nascimento, Simone, Flávio Venturini e pelo bandolinista brasiliense Hamilton de Holanda.






Céu de Brasília
Toninho Horta/Fernando Brant


A cidade acalmou
Logo depois das dez
Nas janelas a fria luz
Da televisão divertindo as famílias
Saio pela noite andando nas ruas
Lá vou eu pelo ar
Asas de avião
Me esquecendo da solidão
Da cidade grande
Do mundo
Dos homens
Num vôo maluco
Que eu vou inventando
E vôo até ver nascer
O mato, o sol da manhã,
As folhas, os rios, o azul
Beleza bonita de ver
Nada existe como o azul
Sem manchas
Do céu do Planalto Central
E o horizonte imenso aberto
Sugerindo mil direções
E eu nem quero saber
Se foi bebedeira louca
ou lucidez.


Experiência e sabedoria

Assisti a entrevista do cantor e compositor Erasmo Carlos no canal GNT para Marília Gabriela.
Gostei e guardei a seguinte frase:

" O que eu fui e fiz, me trouxe até aqui. E eu gosto do que eu sou hoje"

Que bom poder olhar prá trás, sem mágoas, com sabedoria, sabendo que cada momento vivido foi construindo presente e futuro.


Bom final de semana a todos!


..

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

O verdadeiro George Clooney



O verdadeiro George Clooney
Luis Fernando Veríssimo


Recebo as atualizações do Veríssimo no meu twitter e hoje pela manhã li este desabafo dele.
Adorei a sinceridade e morri de rir.

Longe de mim querer difamar alguém, mas acho que no caso do George Clooney o que está em jogo é a autoestima da nossa espécie, os homens que não são George Clooney.
Todas as nossas qualidades e todos os nossos atributos, físicos e intelectuais, desaparecem na comparação com o George Clooney.
As mulheres não escondem sua adoração pelo George Clooney. O próprio George Clooney nada faz para diminuir a idolatria e nos dar uma chance.
Fica cada vez mais adorável, cada vez mais George Clooney. E se aproxima da perfeição. É bonito. É charmoso. É rico. É bom ator. Faz bons filmes. Está envolvido com as melhores causas. E que dentes!
Não temos defesa contra esse massacre. Só nos resta a calúnia.
Os dentes são falsos. Ali onde elas veem pomos da face irresistíveis e um queixo decidido, há, obviamente, botox. Ele tem pernas finas e desvio no septo.
É solteiro, portanto, claro, gay. Tem casa num dos lagos italianos, o que já é suspeito, e dizem que anda pelos seus chãos de mármore depois do banho de espuma vestindo um longo caftan bordado e sendo borrifado com perfumes florais pelo seu amante filipino Tongo, enquanto seu amante italiano, Rocco, prepara a salada de rúcula completamente nu.
George Clooney bate na mãe todas as quintas-feiras. É extremamente burro. Só leu um livro até hoje e não lembra se foi "O pequeno príncipe" ou "O grande Gatsby". Nos filmes em que faz personagens mais reflexivos, contratam um dublê para as cenas dele pensando.
Foi ele que propôs a demolição da Torre Eiffel porque já era mais que evidente que não encontrariam petróleo no local. E sua sovinice é lendária. Levou nadadeiras quando visitou Veneza, para não gastar com táxi.
É notório, em Hollywood, o mau hálito do George Clooney. Quando ele fala em algum evento público, as primeiras três fileiras do auditório sempre ficam vazias.
Atrizes obrigadas a trabalhar com ele têm direito a um adicional por insalubridade, em dobro se houver cenas de beijo. Outra coisa: a asa. Não adiantam as imersões em espuma na sua banheira em forma de cisne, nem os perfumes florais borrifados, o cheiro persiste.
Sabem que George Clooney e suas axilas se aproximam a metros de distância, e muita gente aproveita o aviso para fugir.
Além de tudo, tem seborreia e é republicano.
Passe adiante

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Começar de novo!


Nada melhor prá inspirar a chegada do Novo Ano como os versos da Clarice Lispector.

Sou fã de carteirinha!

“Não me provoque,tenho armas escondidas...
Não me manipule, nasci pra ser livre...
Não me engane, posso não resistir...
Não grite, tenho péssimo hábito de revidar...
Não me magoe, meu coração já tem muitas mágoas...
Não me deixe ir, posso não mais voltar...
Não me deixe só, tenho medo da escuridão...
Não tente me contrariar, tenho palavras que machucam...
Não me decepcione, nem sempre consigo perdoar...
Não espere me perder para sentir minha falta...“


Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais fortes, do café mais
amargo, das idéias mais loucas, das aventuras mais excitantes.. tenho
um apetite voraz e os delírios mais doidos. De tudo, quero sempre o
melhor. Você pode até me empurrar de um penhasco.. e daí?
Eu sempre quis voar...

Ela é tão livre que um dia será presa."Presa por que?" "Por excesso de liberdade." "Mas essa liberdade é inocente?" " É." " Até mesmo ingênua." "Então por que a prisão?"
"Porque a liberdade ofende."

"Cuide-se como se você fosse de ouro, ponha-se você mesmo de vez em quando numa redoma e poupe-se."

"Para me adaptar ao que era inadaptável, para vencer minhas repulsas e meus sonhos, tive que cortar meus grilhões - cortei em mim a forma que poderia fazer mal aos outros e a mim. E com isso cortei também a minha força. Ouça: respeite mesmo o que é ruim em você - respeite sobretudo o que imagina que é ruim em você - não copie uma pessoa ideal, copie você mesma - é esse seu único meio de viver."

"Escuta: eu te deixo ser, deixa-me ser então.
Pegue para você o que lhe pertence, e o que lhe pertence é tudo o que
sua vida exige. Parece uma vida amoral. Mas o que é verdadeiramente
imoral é ter desistido de si mesma."

Amanheci em cólera. Não, não, o mundo não me agrada. A maioria das pessoas estão mortas e não sabem, ou estão vivas com charlatanismo. E o amor, em vez de dar, exige. E quem gosta de nós quer que sejamos alguma coisa de que eles precisam. Mentir dá remorso. E não mentir é um dom que o mundo não merece..."

" O Senhor pode conferir . Eu fiz tudo certo , só errei quando coloquei sentimento . "

" Sabe o que eu quero de verdade ?!? Jamais perder a sensibilidade, mesmo que às vezes ela arranhe um pouco a alma. Porque sem ela não poderia sentir a mim mesma..."

"Escrevi livros que fizeram muitas pessoas me amar de longe"

Adeus Ano Velho, Feliz Ano Novo!